A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, publicou uma portaria nesta terça-feira (26/3) criando um grupo de trabalho que vai apresentar propostas para viabilizar o julgamento de crimes comuns conexos a crimes eleitorais pela Justiça Eleitoral.

A competência da Justiça Eleitoral para estes julgamentos foi confirmada recentemente pelo Supremo Tribunal Federal, e a norma pretende adequar a estrutura da corte para lidar com as demandas.

O grupo terá 60 dias para apresentar as propostas.

O grupo será composto pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, como coordenador; Carlos Horbach, como coordenador substituto; Fernando Mello, juiz auxiliar do Gabinete da Presidência; e por um magistrado eleitoral indicado pelo Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais e um magistrado eleitoral indicado pelo Colégio de Corregedores Eleitorais.

5/6/2017- Brasí;ia- DF, Brasil- Na próxima terça-feira (6), será retomado no Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 194358, um dos maiores dos últimos anos. Devido à expectativa de que um grande número de pessoas circulará no prédio do Tribunal durante o julgamento, a segurança no local e nos arredores será consideravelmente reforçada. Foto: STE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *