TSE

TSE cria grupo para viabilizar a discussão na corte sobre Caixa 2

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, publicou uma portaria nesta terça-feira (26/3) criando um grupo de trabalho que vai apresentar propostas para viabilizar o julgamento de crimes comuns conexos a crimes eleitorais pela Justiça Eleitoral.

A competência da Justiça Eleitoral para estes julgamentos foi confirmada recentemente pelo Supremo Tribunal Federal, e a norma pretende adequar a estrutura da corte para lidar com as demandas.

O grupo terá 60 dias para apresentar as propostas.

O grupo será composto pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, como coordenador; Carlos Horbach, como coordenador substituto; Fernando Mello, juiz auxiliar do Gabinete da Presidência; e por um magistrado eleitoral indicado pelo Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais e um magistrado eleitoral indicado pelo Colégio de Corregedores Eleitorais.

5/6/2017- Brasí;ia- DF, Brasil- Na próxima terça-feira (6), será retomado no Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 194358, um dos maiores dos últimos anos. Devido à expectativa de que um grande número de pessoas circulará no prédio do Tribunal durante o julgamento, a segurança no local e nos arredores será consideravelmente reforçada. Foto: STE
Posts relacionados
TSE

TSE propõe ajustes nos projetos de voto distrital misto em trâmite no Congresso

TSE

TSE adia julgamento de vereadores de coligação que usou laranjas em 2016

TSE

Após TSE aplicar sanções, nova lei anistia partidos que não incentivaram participação feminina

TSE

Sérgio Banhos é escolhido ministro do TSE

Assine nossa newsletter e receba o boletim semanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *