Tribunais regionais

TJRO cumpriu todas as metas do CNJ em 2018

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) cumpriu todas as metas propostas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para o ano de 2018. As metas representam o compromisso da Justiça brasileira com a prestação jurisdicional mais célere, eficiente e de qualidade. Por trás desse trabalho estão diversos atores como juízes e servidores com as mais variadas funções que buscam apenas um objetivo: servir à sociedade.

É “na ponta” que o trabalho inicia. O termo popular se refere ao 1º Grau de Jurisdição da Justiça (também conhecido como instância), momento em que se iniciam as demandas judiciais, ou seja, quando nascem os processos. É na 1º instância que se processará todo o feito, até a execução final e a sentença que será proferida. É nela, junto com o 2º Grau de Jurisdição, que se cumprem as metas do CNJ.

Em 2018, o Poder Judiciário de Rondônia (PJRO) cumpriu, seis, das oito metas propostas.

Monitoramento

Aliado ao trabalho dos juízes, a Corregedoria-Geral da Justiça de Rondônia (CGJ) acompanha o andamento das metas do CNJ com o monitoramento e fiscalização das unidades. Em 2018, o trabalho foi diferenciado por contar com plano de ação e painel de controle automatizado.

O trabalho teve quatro viéses: Automatização dos painéis com dados das Varas, com apoio da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STIC); Verificação da situação das varas (quantidade de servidores, etc); validação dos relatórios e propostas para melhorias de trabalho. No entanto, o resultado não seria o mesmo caso servidores e juízes não se dedicassem, como se dedicam, em nosso Estado.

“A análise não pode ser superficial. Precisamos ver as condições das Varas, quantidade de servidores e estrutura. No último ano, sabemos que o Tribunal, assim como o restante do país, experimentou os efeitos de grave crise financeira. Constatar que, mesmo em condições mais precárias do que em outros períodos, o Judiciário, por intermédio de juízes e servidores abnegados, galgou o cumprimento integral das metas do CNJ é expressar, mais uma vez, nosso compromisso com a sociedade rondoniense de entregar uma justiça célere e de qualidade. O resultado nos orgulha, principalmente, por reafirmar o compromisso social que Juízes e Servidores entregam, diariamente, ao usuário da Justiça”, explicou o juiz auxiliar da CGJ, Cristiano Gomes Mazzini.

Posts relacionados
Tribunais regionais

Banco indenizará credor negativado depois de decisão transitar em julgado, diz TJ-SP

Tribunais regionais

Juiz de SP homologa plano de recuperação judicial da Livraria Cultura

Tribunais regionais

Ação pede nulidade do passaporte diplomático concedido ao bispo Edir Macedo

Tribunais regionais

Corregedoria de RO cogita desenvolver sistema para comunicação eletrônica de venda de veículos

Assine nossa newsletter e receba o boletim semanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *