Tribunais regionais

TJRO cumpriu todas as metas do CNJ em 2018

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) cumpriu todas as metas propostas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para o ano de 2018. As metas representam o compromisso da Justiça brasileira com a prestação jurisdicional mais célere, eficiente e de qualidade. Por trás desse trabalho estão diversos atores como juízes e servidores com as mais variadas funções que buscam apenas um objetivo: servir à sociedade.

É “na ponta” que o trabalho inicia. O termo popular se refere ao 1º Grau de Jurisdição da Justiça (também conhecido como instância), momento em que se iniciam as demandas judiciais, ou seja, quando nascem os processos. É na 1º instância que se processará todo o feito, até a execução final e a sentença que será proferida. É nela, junto com o 2º Grau de Jurisdição, que se cumprem as metas do CNJ.

Em 2018, o Poder Judiciário de Rondônia (PJRO) cumpriu, seis, das oito metas propostas.

Monitoramento

Aliado ao trabalho dos juízes, a Corregedoria-Geral da Justiça de Rondônia (CGJ) acompanha o andamento das metas do CNJ com o monitoramento e fiscalização das unidades. Em 2018, o trabalho foi diferenciado por contar com plano de ação e painel de controle automatizado.

O trabalho teve quatro viéses: Automatização dos painéis com dados das Varas, com apoio da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STIC); Verificação da situação das varas (quantidade de servidores, etc); validação dos relatórios e propostas para melhorias de trabalho. No entanto, o resultado não seria o mesmo caso servidores e juízes não se dedicassem, como se dedicam, em nosso Estado.

“A análise não pode ser superficial. Precisamos ver as condições das Varas, quantidade de servidores e estrutura. No último ano, sabemos que o Tribunal, assim como o restante do país, experimentou os efeitos de grave crise financeira. Constatar que, mesmo em condições mais precárias do que em outros períodos, o Judiciário, por intermédio de juízes e servidores abnegados, galgou o cumprimento integral das metas do CNJ é expressar, mais uma vez, nosso compromisso com a sociedade rondoniense de entregar uma justiça célere e de qualidade. O resultado nos orgulha, principalmente, por reafirmar o compromisso social que Juízes e Servidores entregam, diariamente, ao usuário da Justiça”, explicou o juiz auxiliar da CGJ, Cristiano Gomes Mazzini.

Posts relacionados
Tribunais regionais

Juiz de SP condena homem a mais de mil anos de prisão por estuprar 63 vezes sua enteada de 5 anos

Tribunais regionais

Acusado de traficar maconha e drogas sintéticas é mantido preso

Tribunais regionais

Condômina que ofendeu síndico em grupo de WhatsApp é condenada por dano moral

Tribunais regionais

TJ/RO mantém condenação de mulher que vendia medicamentos importados para emagrecer

Assine nossa newsletter e receba o boletim semanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *