Painel Político

Sentença é uma editoria de Painel Político, com notícias diárias sobre o universo jurídico brasileiro. Artigos, análises e opinião

Policial civil impede advogado de acompanhar buscas em casa de cliente e caso termina em empurrões

Na tarde da última Quarta-feira, 24, em uma residência na rua Três Irmãos, no bairro Jardim Santana, em Porto Velho, durante um mandado de busca que a Polícia Civil cumpria sem a presença de testemunhas no interior da residência, um advogado foi acionado por familiares que afirmaram que o investigado foi levado a força para dentro de casa, e os policiais não deixaram ninguém acompanhar a busca.

O advogado, que estava próximo, foi até o local se apresentou e iniciou o acompanhamento de seu cliente, quando em seguida os policiais afirmaram que encontraram drogas e quiseram obrigar o advogado a assinar um termo como testemunha do que fora supostamente encontrado. Com a negativa do advogado, os policiais começaram uma intensa discussão com o causídico, que culminou com empurrões até o portão, bem como impedindo que ele retornasse para residência para acompanhar o cliente.

Durante os empurrões, o Policial Civil, Halfe de Oliveira Santos, lotado no DENARC, em Porto Velho impediu o advogado Nando Campos Duarte e gritou, “eu tenho é cinco irmãos advogados”.

Já na Delegacia, os policiais, de forma conjunta, afirmaram que o advogado desacatou os policiais e os chamou de “burros”.

Ocorre que o advogado estava gravando tudo desde que adentrou o imóvel, e ficou flagrante que os policiais mentiram em depoimento ao delegado Silvio Hiroshi Yamaguchi.

Mesmo interpelado, o delegado não deixou o advogado constar seu depoimento e explicações na ocorrência, e ainda impediu interpelação da Comissão de Prerrogativas da OAB, que acompanhava o caso.

O advogado vai levar em frente a denúncia de abuso de autoridade dos policiais do Denarc, Jarson abiorana do Nascimento, Halfe de Oliveira Santos, Marcos Caliman Francisco e o Delegado Silvio Hiroshi.

Foram acionados OAB, Corregedoria da Polícia Civil e Corregedoria da Superintendência de Gestão de Pessoas.

Veja o vídeo:

Ouça o áudio:

Reportagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top