O senador Renan Calheiros entrou com pedido ao presidente do TED da OAB/DF para suspender a carteira de advogado do ex-PGR Rodrigo Janot.

No pedido, o senador solicita que a carteira seja suspensa por 180 dias, prazo para a realização de exames psicológico e toxicológicos de Janot. O documento foi protocolado na última sexta-feira, 4.

Rodrigo Janot

Recentemente, o ex-PGR Rodrigo Janot surpreendeu ao revelar que no momento mais tenso de sua passagem pelo cargo chegou a ir armado para uma sessão do STF com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes.

“Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele [Gilmar] e depois me suicidar”, afirmou Janot. O caso foi revelado no último dia 26.

Veja o pedido:

AO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE ÉTICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL.

José Renan Vasconcelos Calheiros, já devidamente qualificado nos autos da representação que ofereceu em face de Rodrigo Janot Monteiro de Barros, vem respeitosamente à presença de Vossa Senhoria, aditar o pedido inicial, para requerer a suspensão imediata do representado pelo prazo de 180 (cento e oitenta) dias, com a finalidade de realização de apuração psicológica e toxicológica do mesmo, tendo em vista o risco eminente de atentado a ministros do Supremo Tribunal Federal, como bem ressaltado na decisão proferida do Exmo. Ministro Alexandre de Moraes, nos autos do Inquérito 4.781 – DF, que determinou, com base nos arts. 282, paragrafo 2 e 319, inciso II do Código de Processo Penal, aplicou ao representado, medida cautelar de proibição de aproximação a menos de 200 metros de qualquer um dos ministros do STF, bem como, impediu o seu acesso ao prédio e anexos do STF.

Nestes Termos,

Pede Deferimento.

Brasília – DF, 4 de outubro de 2019.

Renan Calheiros
SENADOR DA REPÚBLICA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *