O ministro José Barroso Filho, do Superior Tribunal Militar, negou pedido de liberdade ao sargento da Força Aérea Brasileira preso na Espanha acusado de transportar cocaína na comitiva presidencial.

O Habeas Corpus foi impetrado pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs, que alegou que não ter tido acesso ao número do inquérito e aos autos do processo.

No entanto, o ministro afirmou que não há requerimentos de acesso aos autos na 2ª Auditoria de Brasília. A decisão, de sexta-feira (12/7), considera que não houve o constrangimento ilegal alegado pela defesa.

O sargento Manoel Silva Rodrigues foi preso em 25 de junho, ao desembarcar em Sevilla. Ele é comissário de bordo e integrava uma equipe de militares de apoio à comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na reunião do G-20, no Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *