Caso aconteceu em 2016 no DF; eles acusaram as meninas de furtar um celular

Depois de mais de 15h de julgamento, o Tribunal do Júri de Santa Maria condenou Evandro Emanuel de Oliveira Cruz e Sammer Muhammad Ferreira as penas de 36 anos e 42 anos, respectivamente, em regime fechado, pelo assassinato das adolescentes Nicoly Holanda Santana Araújo, 16, e Letícia da Conceição Ibiapino, 15. Os jurados acolheram a tese do Ministério Público e entenderam que os crimes foram cometidos por motivo fútil, com emprego de meio cruel e de fogo e foi praticado de forma que dificultou a defesa das vítimas.

O crime aconteceu entre 30 e 31 de agosto de 2016, em uma área de mata no Núcleo Rural Alagados, em Santa Maria (DF). De acordo com a denúncia do Ministério Público, as vítimas estavam acampando com os réus e, em determinado momento, eles sentiram a falta de um celular e desconfiaram das garotas. Após uma discussão, eles teriam encontrado o aparelho com elas e começaram a agredi-las com socos, chutes, cotoveladas, pauladas e pedradas. Ao final, com as vítimas ainda vivas, atearam fogo em seus corpos.

O Ministério Público sustentou que os réus agiram por motivo fútil, que seria a suspeita do furto de um aparelho celular. O crime também foi praticado com emprego de fogo e de outro meio cruel, consistente na repetição de pedradas contra as jovens. Os réus também utilizaram recurso que dificultou a defesa das vítimas, pois as adolescentes estavam desprotegidas, desprevenidas e estavam em uma área onde não poderiam pedir socorro.

Nicoly Holanda Santana Araújo, 16, e Letícia da Conceição Ibiapino, 15

Os corpos das duas garotas foram encontrados carbonizados em uma vala, por um morador da região, em 1º de setembro de 2016. Eles foram localizados um em cima do outro. No chão havia marcas de sangue e restos de cabelo, além da pedra utilizada para golpear as adolescentes.

Para os promotores de Justiça Leonardo Otreira e Jorge Manzur, a condenação reforça que a população do DF, em especial de Santa Maria, não vai tolerar crimes semelhantes.

Com MPDFT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *