A população de Ariquemes comemorou ontem uma conquista: a inauguração da nova sede do judiciário na comarca, uma estrutura moderna, confortável e acessível para o atendimento de suas demandas judiciais. O novo Fórum tem o nome do juiz Edelçon Inocêncio (in memorian), que, além da homenagem com o nome do prédio, foi lembrado em diversos momentos da solenidade ocorrida no final da tarde de ontem, 26.

A programação teve início na parte externa do prédio, com o hasteamento das bandeiras do Brasil, do Estado de Rondônia e do Município de Ariquemes. O Hino Nacional foi executado pelas bandas de música da Polícia Militar e do município, por estudantes de Ariquemes. Em seguida houve o desenlace da fita inaugural pelo presidente do Tribunal de Justiça, Walter Waltenberg, pela esposa do homenageado, Ilda Inocêncio, e demais autoridades. Ao adentrar ao prédio houve o descerramento das placas inaugurais e de homenagens aos presidentes e juízes diretores que contribuíram para a construção do Fórum.

No Tribunal do Júri, onde ocorreu a cerimônia, autoridades que compuseram a mesa se pronunciaram e enalteceram a entrega das novas instalações da Justiça estadual em Ariquemes. O vice-presidente da Câmara Municipal de Ariquemes, Joel Martins, foi o primeiro a falar. “Quem ganha com esta inauguração deste prédio é o município de Ariquemes e todo o Vale do Jamari”, afirmou o vereador.

O presidente da OAB, Elton José Assis, disse que “a inauguração deste Fórum traz consigo o signo da preocupação que o poder público tem com a entrega da prestação jurisdicional”. Ele lembrou que “as mudanças pelas quais passa a sociedade tem de ser acompanhadas por todas as instituições democráticas”.

editInaguraForum5O juiz João Tadeu Severo Neto observou que “se a fundação de uma escola equivale à destruição de uma cadeia, a inauguração de um Fórum e a entrega da Justiça, por intermédio deste Fórum, equivalem à prestação devida pelo Estado ao cidadão daquela comunidade”, comparou o magistrado.

O diretor do Fórum de Ariquemes, juiz Alex Balmant, lembrou o lançamento da pedra fundamental pela desembargadora Zelite Andrade Carneiro e as dificuldades enfrentadas no decorrer da obra. O magistrado disse que, ao longo da história, o Tribunal de Justiça não se acomodou e está sempre em busca de aperfeiçoamento. “Este edifício simboliza um marco de renovação em nossos ânimos e servirá como verdadeira casa de abrigo para as legitimas pretensões dos jurisdicionados trazendo, assim, inegáveis benefícios para a vida social”.

O juiz agradeceu ao município pela doação do terreno para a construção e aos servidores da comarca, a quem considera “os verdadeiros heróis da democracia, indispensáveis ao bom funcionamento do aparelho judiciário e que possuem orgulho de servir à causa da Justiça com presteza, zelo, dedicação, lealdade e observância das normas legais”, elogiou.

A juíza Fabíola Inocêncio, filha do juiz Edelçon Inocêncio, não pôde comparecer à inauguração do Fórum e foi representada por Eduarda Inocêncio, neta do homenageado, que leu a mensagem escrita pela magistrada, na qual menciona lembranças como as árvores plantadas pelo pai na antiga sede da comarca, o barulho da máquina de datilografia usada pelo juiz em casa e o som da discagem de conexão da internet na época em que comprou o seu primeiro computador. Ela agradeceu a homenagem e afirmou que com seu pai aprendeu muito sobre amor ao próximo e perseverança.

Eduardo José Inocêncio, filho do juiz Edelçon, também agradeceu a homenagem ao pai: para nós familiares é um dia de orgulho e honra. “A maior herança que um homem pode deixar é o seu legado. Acredito que a notória carreira de meu pai é fonte de inspiração para uma geração que ainda crê que a justiça é um pilar essencial à sociedade”.

Representando o Ministério Público do Estado, o promotor de justiça Marcos Alexandre disse que não poderia haver um lugar melhor para esta entrega deste prédio à coletividade do que o Tribunal do Júri. “Não há como não aventar que este tribunal é palco de defesa da vida. O Tribunal do Júri por si só representa esperança”.

O prefeito de Ariquemes, Tiago Flores, disse que instalações dignas, modernas e adequadas, como ora vislumbramos nesta tão importante edificação, proporcionará a todos os membros do poder estadual, especialmente juízes e desembargadores e a todos os operadores do direito, plenas condições para que possam desempenhar a contento suas respectivas funções.

O deputado estadual Adelino Folador representou a Assembleia Legislativa e afirmou que “mais uma etapa da justiça de Ariquemes que vai ser muito importante não só para os funcionários, mas também para a sociedade e às pessoas que precisam do Fórum”.

O vice-governador José Jodan parabenizou a esposa do juiz Edelçon Inocêncio, Ilda Inocêncio, e afirmou que “a nova sede do judiciário de Ariquemes tem conforto para que todas as autoridades tomem as decisões com a maior condição para que a democracia continue sendo valorizada no nosso meio”.

O presidente do Judiciário rondoniense, Walter Waltenberg, recordou que o novo Fórum “é uma obra moderna, mas uma obra que teve seu início há mais de 12 anos. Mas não é de prédios que se faz a Justiça no Estado de Rondônia. São pessoas, são magistrados que não conseguem deixar de levar para casa os problemas mais relevantes que são colocados na sua decisão. São servidores extremamente comprometidos, muitas vezes não têm hora para terminar o serviço”, disse o presidente da Instituição ao falar que o Poder Judiciário de Rondônia hoje funciona 18 horas por dia pessoalmente.

“Isso demonstra o imenso respeito que nós temos à nossa população e a vontade muito grande que temos de fazer uma prestação jurisdicional que seja célere. Uma prestação jurisdicional que seja justa, equilibrada, mas, principalmente, que ela seja entregue de uma vez, porque a Justiça que demora irrita a parte e não dá aquela sensação do reconhecimento do direito no momento adequado.

O presidente finalizou a solenidade compartilhando lembranças de momentos com a família do juiz homenageado, especialmente à esposa, Ilda Inocêncio, presente na composição da mesa do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *