Brasil

Carf anula multa de R$ 10 bilhões da Cargill em exportação

Por unanimidade, a 1ª Turma Ordinária da 2ª Câmara da 3ª Seção do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) voltou a analisar, nesta terça-feira (26/3), um caso de exportação e ocultação do real comprador e anulou uma autuação de R$ 10 bilhões da exportadora de grãos Cargill.

No caso, a Cargill brasileira exportava para uma filial que ficava numa ilha tropical caribenha. Lá, os grãos eram revendidos para outra empresa. A filial da Cargill no país, no entanto, não tinha loja física. Segundo a Receita, sem um estabelecimento no país, não haveria local para armazenamento dos grãos e, portanto, a revenda estaria ocultando o real adquirente, prática vedada pela legislação.

Para a Receita, como houve ocultação, a pena seria equivalente a 100% na exportação do valor aduaneiro. Na sessão, a Cargill reconheceu que não tinha espaço físico, mas alegou que muitas vezes fechava as vendas com antecedência, e sempre declarou a sede e a contabilidade dos reais adquirentes.

Em sessão anterior, o relator, conselheiro Pedro Rinaldi tinha dito que o Fisco não levou em consideração questões mercadológicas, de bolsa e de mercado futuro, e que não havia base legal para desqualificar as operações feitas pela contribuinte. Com isso, votou por cancelar a multa

“Trata-se unicamente de adiantamento que o contribuinte faz na exportação, dentro de sua própria empresa, filial e matriz, como uma única personalidade jurídica”, afirmou em seu voto.

Na sessão desta terça-feira, o relator disse também que nessas operações a Cargill atuou formalmente como compradora. “Entretanto, não comprova a fraude. A fiscalização não está falando do comprador final e, sim, do comprador real”, afirmou.

16561.720129/2017-79

Posts relacionados
Brasil

Juíza alerta sobre números "assustadores" de feminicídios no país

Brasil

Justiça de São Paulo homologa plano de recuperação judicial da Avianca

Brasil

Governo manda convocar mil aprovados em concursos para a Polícia Federal

Brasil

Análise de planejamento abusivo da Receita é questionável, diz especialista

Assine nossa newsletter e receba o boletim semanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *